PSICOPEDAGOGIA: INSTITUCIONAL, CLÍNICA E HOSPITALAR

O curso visa proporcionar aos alunos uma formação crítica e reflexiva sobre os problemas e situações que impactam o processo de aprendizagem. A partir dos conhecimentos adquiridos no curso, o profissional estará apto a realizar avaliação psicopedagógica, elaborar diagnóstico e preparar um plano de intervenção para indivíduos que apresentem problemas de aprendizado. Os conceitos abordados ao longo da especialização contribuem para os cursistas compreenderam como ocorre a construção dos sujeitos no ambiente educacional.

A principal diferença entre a psicopedagogia clínica e a psicopedagogia institucional é o local de atuação do profissional. As duas áreas buscam compreender o processo de aprendizagem e atuar de forma preventiva e combativa contra os problemas que podem aparecer ao longo da aquisição de conhecimentos dos indivíduos

Disciplinas:
  • Fundamentos de Psicopedagogia (40h = 2 cr)
  • Fundamentos Neurológicos da Aprendizagem (40h = 2 cr)
  • Cognição e Aprendizagem (40h = 2 cr)
  • Dinâmica das Relações Familiares (40h = 2 cr)
  • Desenvolvimento sócio-afetivo no processo de aprendizagem (40h = 2 cr)
  • Processos da Leitura e da Escrita (40h = 2 cr)
  • Processos de Aprendizagem e o Portador de Necessidades Especiais (40h = 2 cr)
  • Processos do Raciocínio Lógico-Matemático (40h = 2 cr)
  • Diagnóstico Diferencial e Operativo (40h = 2 cr)
  • Avaliação e Intervenção Psicopedagógicas: clínica e hospitalar (40h = 2 cr)
  • Avaliação e Intervenção Psicopedagógicas: leitura e escrita e matemática (40h = 2 cr)
  • Metodologia da Pesquisa Científica (40h = 2 cr)
  • Estágio Orientado (120h = 8 cr)
  • TCC (120h = 8 cr)
Objetivo:

Qualificar para atuação na área educação;

Fornecer ferramentas para realização de avaliações psicopedagógicas no campo preventivo e curativo das dificuldades de aprendizagem;

Compreender as origens (cognitiva, neurológica, linguística, emocional e psicossocial) das dificuldades de aprendizagem;

Diagnosticar as dificuldades, distúrbios e desvios de aprendizagem, entendendo os graus de interferência desses fatores no processo de ensino-aprendizagem;

Realizar intervenções psicopedagógicas em sujeitos, projetos pedagógicos ou metodologias.

Público-alvo:

Professores, educadores, psicólogos e pedagogos do I e II graus atuantes, aposentados ou profissionais que desejam trabalhar com o ensino de crianças e adolescentes.

Justificativa

O psicopedagogo trabalha numa área híbrida entre a psicologia, a pedagogia e a neurolinguística. Por isso, é essencial para ele entender, em primeiro lugar, as condições sob as quais se propicia o florescimento das dificuldades de aprendizagem. Em segundo lugar, o profissional precisa conhecer as dificuldades orgânicas, ambientais, familiares, emocionais, escolares e específicas de aquisição do conhecimento. Portanto, o psicopedagogo é imprescindível ao grupo de membros de uma escola de ensino fundamental ou médio.
Pensando, justamente, no importante papel do psicopedagogo, este curso objetiva ampliar a visão cognitiva do professor, aperfeiçoando-o sobre o tipo de dificuldade, necessidade, carência e intervenção que o aluno precisa. O curso auxilia o professor no desenvolvimento de competências em duas áreas interligadas: a clínica, na qual o educador aprende a lidar com os alunos que têm dificuldades de aprendizagem e a classificar os estados patológicos de aprendizagem em três níveis de explicações: semiológicas; patogênicas e etiológicas. Na segunda área, a institucional, o professor tem acesso a distintas visões teóricas e críticas, que o capacita a ser um coordenador psicopedagógico. Com as habilidades e competências adquiridas, o profissional desenvolve um trabalho multidisciplinar. O psicopedagogo aprende a lidar tanto com o processo preventivo quanto o curativo, e concilia teorias às ações de ensinar e de aprender.