GESTÃO PÚBLICA

Este curso torna-se relevante porque propicia o planejamento, a execução e o controle de projetos e atividades na área pública, além disso, amplia as possibilidades de ocupação de chefias e, ao mesmo tempo, melhora a inter-relação entre profissionais de várias áreas.

Disciplinas:
  • Paradigmas Contemporâneos da Administração (30h = 2 cr)
  • Teoria e Dinâmica das Organizações (30h = 2 cr)
  • Funções e Responsabilidades do Estado (30h = 2 cr)
  • Políticas Públicas, Exclusão Social e Cidadania (30h = 2 cr)
  • Análise Conjuntural e Contemporânea (30h = 2 cr)
  • Ética e Responsabilidade Social (30h = 2 cr)
  • Economia Brasileira (30h = 2 cr)
  • Economia do Setor Público (30h = 2 cr)
  • Qualidade na Administração Pública (30h = 2 cr)
  • Avaliação e Gestão de Projetos (30h = 2 cr)
  • Gestão de Competências, Capital Intelectual e Conhecimento (30h = 2 cr)
  • Metodologia da Pesquisa Científica (30h = 2 cr)
  • TCC (90h = 6 cr)
Objetivo:

Construir um conjunto de concepções teóricas contemporâneas para o entendimento da função dos profissionais da área pública;

Identificar as novas concepções do Estado, encargos, funções e papel atribuídos ao Governo;

Descrever a relevância da qualidade da interação e da relação na estruturação de um setor público eficiente-produtivo nos contextos: socioeconômico, ambiental e político;

Estabelecer um conjunto de ferramentas que torne o Estado menos perdulário e propiciador de uma sociedade participativa, crítica e cooperativa.

Público-alvo:

Administradores e agentes públicos e os demais que desejam atuar no serviço público.

Justificativa

Este curso torna-se relevante porque propicia o planejamento, a execução e o controle de projetos e atividades na área pública, além disso, amplia as possibilidades de ocupação de chefias e, ao mesmo tempo, melhora a inter-relação entre profissionais de várias áreas.

Com o intuito de propiciar formação de especialistas em Administração Pública, o curso objetiva capacitar profissionais que atuam nessa esfera e contribuir para a melhoria na qualidade dos serviços públicos prestados à população.

A falta de ferramentas gerenciais defronta o serviço público com uma progressiva demanda por serviços e investimentos por parte da população, fazendo com que o erário público e as finanças públicas estejam sempre em pauta. Portanto, a área pública carece de profissionais capacitados quanto ao uso dessas ferramentas para obter resultados satisfatórios, uma vez que os recursos para a Administração Pública são escassos.